TEMPLOS DO ESPORTE

Maracanã, maior estádio do Brasil

Construído para a Copa do Mundo de 1950, o Maracanã foi palco de diversos momentos inesquecíveis na história do futebol. Com mais de 70 anos, o estádio recebeu duelos dos mais diferentes torneios do mundo da bola, desde disputas entre as Seleções Carioca e Paulista ao Mundial de Clubes da Fifa.
 
Mas o Maior do Mundo também foi cenário de outras modalidades além do esporte bretão. Em 1983, mais de 95 mil pessoas acompanharam o 'Grande Desafio de Vôlei', que pôs frente a frente as equipes do Brasil e da União Soviética em uma quadra montada no centro do gramado.
 
Nem a chuva que caía naquele 26 de julho impediu que a partida, a primeira envolvendo times de nível mundial a céu aberto, acontecesse. Os brasileiros levaram a melhor: 3 sets a 1 no placar final. O duelo ajudou a impulsionar o voleibol no país.
 
Na década de 50, o público fez questão de espantar o fantasma do Maracanazzo, mesmo que fosse por meio de outras modalidades esportivas.
 
Muito antes da NBA virar mania por aqui, a turma do Harlem Globetrotters levou as mais divertidas e inusitadas jogadas do basquete ao Maracanã em 1951.
 
No mesmo ano, o templo do futebol abriu as portas para a luta livre, quando Hélio Gracie enfrentou o japonês Masahiko Kimura. Para Relson Gracie, filho do mestre do Jiu-jitsu brasileiro, esse e outros eventos foram fundamentais para a popularização do esporte.
 
Além da Copa do Mundo, outros dois dos principais eventos esportivos passaram pelo Maracanã. Se em 2007 o Rio foi sede dos Jogos Pan-Americanos, em 2016 a Cidade Maravilhosa foi lar dos Jogos Olímpicos. Nas duas ocasiões lá estava o estádio, recebendo além de partidas de futebol, as cerimônias de abertura e encerramento.
 
No Pan, a seleção brasileira feminina deu show em um Maraca lotado e faturou o ouro. A ex-meia-atacante Dani Alves foi uma das campeãs. Ela marcou seis gols durante a vitoriosa campanha.
 
Nove anos depois era a vez da seleção masculina garantir a inédita medalha dourada nas Olimpíadas. Neymar foi capitão da conquista e converteu o pênalti que sacramentou o título.
 
O Maracanã também já foi palco de grandes shows e outros eventos não esportivos. Em 26 de janeiro de 1980, Frank Sinatra levou ao estádio 180 mil pessoas. Em 1983, o recorde de público em shows foi batido. A banda Kiss levou 250 mil pessoas ao Maraca.
 
Maracanã é o nome de uma ave: Maracanã-guaçu. Contudo, depois que o Maraca ficou pronto, em 1950, o bairro passou a ter a mesma alcunha do Estádio. O nome oficial do estádio é Mário Filho, em homenagem ao jornalista (irmão de Nelson Rodrigues), que contribuiu muito para a popularização do futebol e para a construção do maior templo do futebol brasileiro.




VEJA TAMBÉM



TEMPLOS DO ESPORTE  |   10/02/2022 19h29





TEMPLOS DO ESPORTE  |   30/07/2021 07h04


TEMPLOS DO ESPORTE  |   22/06/2021 07h47